Rúbrica - "O meu desafio fitness" - Desabafo após dia de treino


Passei aqui rapidinho para vos dizer que os treinos já começaram, e hoje foi mais um dia de luta!

Acabei o treino assim:


Imagem retirada da internet

Se por vezes sinto vontade de desistir?? Algumas vezes... (durante o treino) 

Vais desistir?? Não...!

Então, o que te motiva a continuar?? Simples, tenho 3 fortes razões: não desiludir a minha PT (a querida Alícia Reis), não querer desiludir-vos, e acima de tudo, não me desiludir a mim própria!


Já desisti muitas vezes... quando iniciei outras dietas, acabei por desistir pois não tinha força de vontade e desmotivava fácilmente! Iniciei a Dieta dos 31 Dias e mudei a minha forma de estar e pensar!

Já andei em ginásios, já tive iniciativa de me exercitar em casa e nunca consegui continuar com a motivação, acabava sempre por desistir... tal como a Dieta dos 31 Dias transformou a minha vida, sinto que este desafio em que me coloquei, e que o acompanhamento da minha querida PT, também vão de vez mudar a minha vida!

Um beijinho a todos vocês!


http://1.bp.blogspot.com/-h3RpoboON_w/UHFTA2sZYgI/AAAAAAAAHtg/XDZLo03RR1I/s1600/frase-de-motivacao-de-albert-einstein.jpg
Imagem retirada da internet



Rúbrica Dicas Detox - "Limpe o seu organismo em 7 dias" - por Rita Simões


Existem dois aspectos de purificação corporal: 

1. a limpeza interna; 
2. a limpeza externa. 

Sem dúvidas, o mais importante é o primeiro!

Se o nosso processo de purificação interna cessasse, morreríamos em poucos minutos, por causa das toxinas retidas das nossas excreções. Apenas o funcionamento do nosso sistema de drenagem nos previne de uma forte intoxicação.

O corpo purifica-se automaticamente e actua dessa maneira a cada minuto da nossa vida. Se tal processo falha, teremos um sintoma como um resfriado, pneumonia ou gripe, até que o organismo recupere o seu funcionamento normal.

Se o corpo tem uma sobrecarga de toxinas, como de facto ocorre à maioria das pessoas, ele procurará saídas alternativas para resolver a situação. Por isso há quem padeça de crises crónicas. O corpo deve eliminar as toxinas e se não consegue, aparecem problemas como constipações, psoríases, cravos, furúnculos, espinhas, febres etc., o que não passa de formas de limpeza, que não ocorreriam se nosso corpo estivesse equilibrado.
  
Imagem retirada da internet

Chegou portanto a hora de aumentar as nossas defesas, limpar o nosso corpo por dentro e preparar-nos para os meses mais frios! Por isso mesmo, o Outono é uma excelente altura para fazer desintoxicações do organismo, fornecendo algum tempo de descanso, limpeza e regeneração a todos os nossos sistemas. Abrace este estilo de vida, nem que seja apenas nesta altura do ano, e sinta os benefícios da alimentação natural! Faça detox periódico e torne o seu sistema imunitário mais forte! Livre-se da gripe, resfriados, constipações e sinusite para sempre! 

Parece impossível?

Este DETOX (que já o fiz 3 vezes com excelentes resultados), trata-se de um programa bifásico de DETOX com a duração de 7 ou 10 dias, muito adequado para pessoas que precisam de uma rede de suporte e uma motivação extra para fazer detox e efectuar mudanças nos seus hábitos alimentares.

Não há nada a saber, é extremamente simples. Comam mais cores para promover a saúde! Basta apostar em alimentos frescos e naturais e comer as cores do arco-iris para aumentar os nossos níveis de energia, garantindo o nosso bem-estar! 

BRANCO: para fortalecer o sistema imunitário
VERDE: para purificar e desintoxicar
VERMELHO: para melhorar a função cardíaca e circulatória
AMARELO: para aumentar a elasticidade da pele
LARANJA: para prevenir o aparecimento de cancros
VIOLETA: para aumentar a longevidade!

Temos órgãos especiais que se encarregam da limpeza corporal, desintoxicação ou processo eliminador. Eles são: pulmões, rins, fígado, intestino e cólon, pele e mucosas.

Os despejos gasosos do pulmão são eliminados através do ar. A eliminação de uma quantidade incrível deles não se realiza adequadamente na maioria de nós.

Os rins extraem substâncias venenosas através da água. O fígado, a máquina química mais complexa da criação é, entre outras coisas, um órgão de purificação que extrai os dejetos e desintoxica através dos rins e do sistema digestivo.

O cólon é o primeiro envolvido em se desfazer dos restos de comida excessivos no nosso organismo. Também colabora com outras funções excretoras.

A pele elimina toxinas de forma gasosa e líquida e é a saída de emergência. Tal excreção forma os furúnculos, espinhas, cravos, psoríases, verrugas, úlceras etc. Esses são sintomas claros de um corpo muito intoxicado. Há outras formas de excreção utilizadas em menor medida, depois das principais já referidas.

As membranas mucosas são nossa pele interna. A excreção através desses delicados tecidos toma a forma de muco. Elas também são utilizadas de forma extraordinária: são forçadas a entrar em serviço como excretoras de emergencia, num corpo saturado acima dos níveis toleráveis. Uma carga de materiais insalubres, procuram uma válvula de saída e as mucosas são uma delas.

Se o corpo se esforça para manter um nível de funcionamento adequado, a saída das toxinas acontece através da pele e das mucosas. Então, ele recorre aos métodos alternativos para eliminar toxinas retidas ou substâncias tóxicas ingeridas, mantendo uma qualidade de vida mais alta.

Os danos ao corpo produzem uma redução das suas funções e capacidades de purificação. Um corpo afetado dessa maneira não é saudável, mas sim, sofre de doença!


Imagem retirada da internet

Este DETOX, leva-nos a níveis altos de desintoxicação e purificação do organismo.

- Durante 3 dias, almoçamos e jantamos saladas grandes e variadas, durante o resto do dia, comemos fruta madura, a variedade que nos apetecer, e nas quantidades que o corpo ou a fome exigirem! 

- Não há limites de quantidade, portanto, não há fome! 

- Durante os seguintes 3 dias, são de desintoxicação a sério que só é possível com fruta em grandes quantidades e madura! 

- No último dia ou últimos dias, dependendo se faz 7 ou 10 dias de DETOX, poderá incluir frutos secos, legumes salteados ou levemente cozidos e poderá voltar às saladas nas principais refeições! 

Ao longo dos dias irá notar a sua pele a ficar mais bonita e viçosa! As olheiras também irão diminuindo à medida que o DETOX vai chegando ao fim!

A energia que sentirá durante o DETOX será imensa e seguramente, nunca sentiu nada assim antes. É indescritível só mesmo experimentando perceberão do que falo. Se treinam diriamente ou nas vezes que treinem durante a semana, um sumo de 6/7 laranjas antes do treino, ou uma mão de frutos secos, serão suficientes para se sentir um verdadeiro Poppey! Não acredita? Experimente!

Durante o DETOX, varie nas frutas que vai comendo, não repita as mesmas peças de fruta ao pequeno-almoço, todos os dias. Variedade é a palavra chave neste caso. Quanto mais variar melhor efeitos terá!

Poderá alimentar-se de batidos de fruta, peças de fruta inteiras e maduras sempre, de grandes saladas coloridas e variadas, temperadas com azeite, limão, sal, vinagre, como as saladas comuns! Poderá também, beber sumos verdes (que aportam ao nosso organismo um sem fim de benefícios), sementes, frutos secos e mel.

Em média, perderá em 7 dias 3/4kgs e perderá muito volume abdominal! Para não falar de coisas importantíssimas como, níveis de colestrol que baixam significamente, níveis de energia no topo, mais vitalidade e boa disposição!

Convencidos? Eu estou no 9º Dia de DETOX e vou seguir! 

Acompanham-me?

Beijinho, Rita


Rúbrica - "O meu desafio fitness" - Primeiros Testes físicos

Olá a todos!

No último post (que podem ver aqui) falei-vos da minha decisão de me auto-desafiar contratando a querida Alícia Reis como minha PT. Para isso, e de forma a ganhar ainda mais motivação para me manter firme (já que sou uma grande preguiçosa...), resolvi criar aqui no blog uma nova rúbrica semanal, de nome "O meu desafio fitness", na qual vos contarei como vão correndo as coisas. 

Assim sendo, no post de hoje vou explicar o que tive de fazer para a Alícia me elaborar um plano de exercícios. Antes de mais tive de responder a um questionário de saúde, para ela ver se eu tinha algum problema que interferisse com a actividade física.




Depois, tive de pôr á prova a minha forma física, através de um teste de resistência, no qual me era pedido para fazer um exercício durante um determinado tempo, e anotar quantas repetições conseguia fazer.  

Eis alguns dos exercícios do teste:




·        1 - Teste de força superior (Flexões)
  




 2- Teste de agachamentos







·        3 -Teste de força muscular e resistência abdominal
  ·    
4 - Teste para medir a força de explosão da perna




5 -
Teste simples para medir a resistência cardiovascular




Por fim, enviei os resultados dos meus testes para a Alícia para que ela me desse o resultado da minha resistência física, e podesse assim elaborar um plano de actividades á minha medida.
Como eu já esperava, os resultados dos meus testes foram péssimos devido ao meu sedentarismo:






Neste momento já tenho o meu plano de actividades para os primeiros 15 dias, o qual já comecei e sinto que me estou a adaptar muito bem.



Apesar de ser uma grande preguiçosa (admito!) :), sinto que desta vez estou mesmo motivada, e também não quero desiludir a minha querida PT, nem a vocês que diariamente me acompanham.
Por isso, como não podia deixar de ser, voltarei para vos falar mais um bocadinho desta minha nova aventura ;)


  

Rúbrica Dicas Detox - "Os benefícios das sementes" - por Rita Simões


Esta semana, venho falar-vos de sementes e dos seus benefícios! Não há um só dia em que elas não entram na minha alimentação e daí só retiro benefícios. 
 
O que são sementes?
 
As sementes são a estrutura vegetal que permite às plantas superiores propagarem-se. São o óvulo fecundado e apresentam uma casca externa (tegumento), o embrião e o endosperma, que o envolve. É o embrião, quando germinado, que dá origem a uma nova planta.




Existem diferentes fontes de sementes:
 
- Grãos de cereais (trigo, arroz, cevada, aveia) e quinoa; 
- Leguminosas (feijões, ervilhas, lentilhas, soja);
- Frutos secos (castanhas, amêndoas, nozes, avelãs, pinhões, cacau, café). 

De um modo geral, não pensamos que os grãos de cereais, leguminosas e frutos secos são sementes, mas o facto é que também o são. Quando pensamos em sementes, lembramo-nos de estruturas pequenas e difíceis de consumir, por serem mais duras. Contudo, há vários tipos de sementes comestíveis:

 


Sementes de linhaça

São a semente do linho. Existem duas espécies, a castanha e a dourada. A linhaça dourada desenvolve-se em climas muito frios como no Canadá e norte dos EUA. Já a linhaça castanha desenvolve-se em regiões de clima quente e húmido como no Brasil. Estas sementes têm um alto teor de fibra, ajudando a regular o trânsito intestinal. Devido à sua composição equilibrada entre gorduras ómega-3 e -6 permitem a produção de prostaglandinas anti-inflamatórias. O consumo aconselhado é de 1 colher de sobremesa por dia de linhaça em pó (triturada).
 


 
Sementes de girassol

São pretas ou verde-cinza e possuem casca preta com riscas brancas. A partir delas produz-se o óleo de girassol, óleo vegetal rico em ómega-6. Além disso ainda contêm vitamina E, minerais e diversas vitaminas. São um ótimo saborizante para saladas, omeletas, legumes cozidos e cereais. Por não terem uma proporção ideal entre gordura ómega-6 e ómega-3 não se deve ultrapassar o consumo de 1 colher de sobremesa por dia.




Sementes de cânhamo

Estas sementes pertencem a uma variante da planta Cannabis sativa, porém o seu teor em canabinoides é desprezível, não devendo ser confundida com a marijuana. O seu teor em óleo vegetal insaturado ascende aos 50%, destes 90% são insaturados, principalmente ácidos gordos essenciais como o ómega-6 e ómega-3, numa proporção ideal de 3:1. Esta semente é ainda rica em proteínas (30%) e em vitamina E. Por estas razões têm propriedades anti-inflamatórias, anti-hipertensoras, anti-hipercolesterolemicas, sendo por isso cardioprotetoras. O consumo aconselhado é 1 colher de sopa por dia, em semente ou em óleo.








Sementes de papoila

Derivam da papoila do ópio, mas não contêm os alcaloides com propriedades narcóticas, sendo apenas de uso culinário. Estas sementes são grãos pequenos e duros e estão disponíveis secas. Têm propriedades calmantes e anti-cólicas, sendo utilizadas principalmente como saborizante numa quantidade diária de 1 colher de sobremesa.






 Sementes de sésamo 


São planas e ovais, existindo numa grande variedade de cores. Contêm cerca de 55% óleo e 20% proteína. O óleo de sésamo é rico em gorduras ómega-6 e ómega-9. Para além disso, têm alto teor de lignanas, que pertencem ao grupo dos fitosterois, com semelhança estrutural ao estradiol, pelo que são utilizadas na gestão dos sintomas da menopausa. O consumo aconselhado é de 1 colher de sobremesa por dia.


No geral, as sementes são ricas em gorduras saudáveis, fibras, vitaminas e minerais benéficos para a saúde, funcionando como um bom complemento da alimentação diária. Contudo, são extremamente calóricas, fornecendo entre 500 a600 calorias por 100 gramas de sementes. Assim, o seu consumo deve ser doseado em colheres de sopa, de acordo com a recomendação, e não deve consumir todas em simultâneo. Escolha até 2 tipos de sementes para adicionar às suas saladas, pão, iogurte, fruta, cereais, omelete, e vá diversificando à medida que acabam.

As principais alegação de saúde para uso de sementes na alimentação são: 

- Potencial laxativo e regularizador dos intestinos;
- Aumento da satisfação imediata e prolongamento da saciedade;
- Moderação dos níveis de colesterol, trigliceridos e açúcar do sangue            (glicémia);
- Alivio dos sintomas da menopausa e sindrome pré-menstrual;
- Suplementos vitamínico e mineral natural da alimentação;
- Reforço muscular, diminuição de dores e câimbras musculares;
- Energizante (desportistas);






O equilíbrio é o ponto central no que respeita à alimentação saudável. Use as quantidades recomendadas, pois tudo o que é em exagero tem efeitos negativos. As sementes têm diversas propriedades positivas e devem integrar a nossa alimentação diária, com moderação.
Beijinho, Rita








Rubrica de Fitness - "Melhores métodos de perder Massa Gorda" - por Alícia Reis




 


Qual o tipo de treino mais indicado para perder gordura? 

Segundo as investigações mais recentes o treino de força, o treino de resistência metabólico e, num segundo plano, o treino intervalado de alta intensidade são aqueles que têm garantido os melhores resultados às pessoas que querem perder massa gorda. Como estamos a falar do tipo de treino e não da melhor forma para perder massa gorda, não vamos incluir aqui a nutrição, porque senão este seria o fator número um a ter em conta neste processo.

Estes tipos de treino, além de consumirem mais calorias, aumentam a taxa de metabolismo basal, ou seja, aumentam o consumo calórico em repouso no pós-treino.

A intensidade varia de pessoa para pessoa, sendo imperativo respeitar sempre a segurança, ou seja, os benefícios não podem sacrificar os riscos!

O treino de força consiste basicamente em levantar pesos e pode incluir exercícios com o próprio peso do corpo. O treino de resistência metabólico (MRT) é aquele tipo de treino em circuito, no qual fazemos vários exercícios seguidos com pouco tempo de descanso entre séries. O treino intervalado de alta intensidade (HIIT), tal como o nome indica, é um tipo de treino que alterna períodos de trabalho de alta intensidade (anaeróbicos) com períodos de recuperação menos intensidade, ex. TNT (crossfit). A resposta hormonal destas formas de treino estimula a formação de tecido muscular e o músculo é o principal ingrediente do nosso corpo para queimar gordura. Para que tenha a noção da importância deste facto saiba que o músculo queima 70 vezes mais calorias que a gordura! Ou seja, quanto maior a nossa massa muscular, mais alta será a nossa taxa metabólica de repouso e mais gordura vamos queimar.

Há ainda outro fenómeno fisiológico que importa destacar mais conhecido por EPOC (Excess Post- Exercise Oxygen Consumption). O EPOC é o consumo adicional de oxigénio que acontece após a realização de exercício e pode ser entendido mais facilmente como o débito de oxigénio, isto é, a quantidade de oxigénio que necessitamos para repor as reservas de energia. O EPOC é tanto mais alto quando maior a intensidade do exercício que fazemos, portanto a intensidade, ao contrário da duração do exercício, tem uma maior influência na queima de gordura após a realização do treino. Não pense apenas nas calorias que queima durante o exercício, pense nos mecanismos fisiológicos que vão desencadear a perda de massa gorda após o exercício. Sim, isto significa que pode queimar gordura enquanto está a trabalhar ou a dormir. Este efeito pode durar entre 6 e 48 horas, dependendo da intensidade e duração da sessão de treino!!
 



Infelizmente, para a maioria das pessoas que têm tentado perder peso passando horas e horas na passadeira ou na bicicleta, o treino aeróbico apenas eleva o EPOC por alguns minutos após o exercício, constituindo, portanto, a pior opção para queimar gordura.

O exercício aeróbico não é a melhor opção se o seu objetivo é queimar gordura e melhorar a sua composição corporal. A ciência diz-nos que se apenas fizer treino aeróbico, o seu metabolismo vai ficar mais lento e mais propício a acumular gordura.

Sendo assim, a chave para perder peso e massa gorda está na intensidade do treino.
 






Não treine mais tempo, treine melhor!!!



 



Desafio pessoal e nova rúbrica no blog


Olá a todos!

Estava ansiosa por vir aqui contar esta novidade... :)

Decidi e está decidido! Chegou o momento de deixar de fazer do sofá o meu melhor amigo!
Sim, admito... sou uma grande preguiçosa que está sempre a dizer: "Ai e tal, quero tonificar o meu corpo", "Ai e tal, tenho de começar a fazer exercício físico á seria..."! Mas é tudo conversa... começar que é bom, nadica de nada!

Como todos sabemos, não basta mudar os hábitos alimentares e fazer dieta para conseguir um corpo com formas bonitas.
Há que fazer do exercício físico o nosso maior aliado, se queremos atingir esse objectivo.

Posto isto, tomei uma decisão!
Uma vez que por mim própria não conseguia traçar um objectivo e cumpri-lo, achei que precisava de um empurrãozinho. 

Imagem retirada da internet

Assim sendo, decidi contactar a querida Alícia Reis (colaboradora deste blog, com a Rúbrica semanal de Fitness) contratanto o seu serviço como minha PT, no qual me traçou um plano de exercícios que terei de cumprir durante um período de tempo. 
O meu desempenho será constantemente por ela monitorizado, através da execução de testes físicos pontuais (os quais também se faz antes mesmo de começar, para que ela defina o nível de resistência física), de forma a juntas conseguirmos traçar um objectivo que me leve a alcançar os resultados que pretendo.

Para quem ainda não sabe, a Alícia faz planos personalizados consoante os objetivos e os materiais que cada um tem em casa, bem como para pessoas que andam em ginásio mas não têm a devida planificação (pois em alguns ginásios tem de se pagar um extra por cada planificação). 
Este género de acompanhamento é óptimo para aquelas pessoas que querem fugir dos ginásios (por variados motivos, tais como poupança monetária, gosto pessoal, etc), mas que sozinhas em casa também não sabem por onde começar, que é o meu caso :) .

As suas aulas são em vídeo, feitas por ela própria e contendo exercícios em circuito (com aquecimento e alongamento incluídos).

Para me obrigar ainda mais a cumprir direitinho os treinos, resolvi partilhar com vocês este meu desafio criando uma nova rúbrica aqui no blog, de nome "O meu Desafio Fitness".


Imagem retirada da internet

Estou super motivada e ansiosa pelos resultados. Será que é desta que conquisto o corpinho danone que ambiciono?? 

Espero que sim!!!


Fiquem atentos pois voltarei para vos falar mais um bocadinho desta minha nova aventura ;) ;) ;)

Rúbrica Dicas Detox - "Benefícios da Pimenta Caiena" - por Rita Simões


Sabiam que a pimenta caiena (vermelha) traz diversos benefícios ao corpo? 

Ela aumenta a circulação, melhora a digestão e eleva a temperatura do corpo. E não pára por aí...! Um estudo realizado pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, mostrou que o consumo frequente da pimenta caiena aumenta o metabolismo em até 20%. Além disso, a pesquisa revelou que ela ajuda a retirar gorduras nocivas das artérias, tendo propriedades que promovem a saúde cardiovascular. 





A especiaria tem um sabor picante e é um alimento termogênico, ou seja, acelera o metabolismo e aumenta a temperatura corporal. Isso faz com que o corpo queime mais calorias e ajuda a emagrecer. É claro que, comer um bolo de chocolate com tempero de pimenta não vai mandar os seus pneuzinhos embora! Ela deve ser usada como um alimento coadjuvante, junto a uma dieta equilibrada e a prática de exercício físico para assim, aumentar os seus resultados. A pimenta também contém bioflavonóides que podem ajudar na prevenção de alguns tipos de cancro. É também um alimento altamente nutritivo, fonte de vitaminas A e C, ferro, cálcio, caroteno, niacina, riboflavina, tiamina e fibras. Para aproveitar os benefícios, use 3 gramas de pimenta caiena por dia como tempero de pratos quentes, peixe, saladas, etc. Além de dar cor, sabor e um toque picante, ganha ainda dezenas de benefícios.


Os benefícios gerais são:


1- Alívio de dores

- Anti-gripal
Ajuda a mover o muco congestionado. Quando o muco começa a sair do corpo, em geral, há um alívio dos sintomas da gripe.

- Propriedades anti-fúngicas
Os resultados de um estudo indicam que a pimenta caiena pode prevenir eficazmente a formação de agentes patogênicos fúngicos.

- Prevenção de enxaquecas

Pode estar relacionado com a capacidade da pimenta para estimular uma resposta à dor em uma área diferente do corpo, revertendo a ação do cérebro para um novo local. Após essa ação inicial da dor, as fibras nervosas têm uma substância P menor (neurotransmissor responsável pela modulação e sensação de dor), então a percepção de dor é diminuída.

5 - Antialérgicos
É um agente anti-inflamatório e ajuda a aliviar alergias.

6- Auxilia na digestão
Estimula o sistema digestivo, aumentando o fluxo de produção de enzimas e sucos gástricos. Isso ajuda na capacidade do organismo de metabolizar a comida (e toxinas). É útil também na eliminação de gases intestinais.

- Propriedades anti-inflamatórias
Por esta acção, tem grandes benefícios para a artrite, diabetes, psoríase e herpes.

8 - Ajuda a produzir saliva
Estimula a produção de saliva, uma chave importante para a digestão, e excelente para manter a saúde da boca.

9 - Previne e trata coágulos sanguíneos
Ajuda a reduzir a aterosclerose, incentiva a atividade fibrinolítica e previne a formação de coágulos no sangue, os quais podem reduzir as hipóteses de um ataque cardíaco ou acidente vascular encefálico.

10 - Estimulante circulatório
É um estimulante circulatório reconhecido. Aumenta a circulação linfática e ritmo digestivo. Por aquecimento do corpo, o processo natural da desintoxicação acontece. A pimenta naturalmente faz-nos suar, outro importante processo de desintoxicação. Combinado com sumo de limão e mel, o chá de pimenta é uma bebida altamente depurativa e deve ser consumida pela manhã.

11 - Alivio para dores articulares
Rica em substância capsaicina, a pimenta age para causar dor temporária na pele, que envia mensageiros químicos da pele para a circulação, oferecendo alívio para a dor comum.

12 - Propriedades anti-bacterianas
É um conservante excelente e tem sido utilizado para evitar a contaminação de alimentos a partir de bactérias.

13 - Agente anti-cancerígeno
Estudos descobriram que a pimenta caiena pode prevenir o cancro do pulmão em fumadores. Isto pode ser relacionado com a quantidade de capsaicina na pimenta. Esta substância inibe a formação tumoral.

14 - Auxilia na perda de peso
A pimenta caiena é um grande impulsionador metabólico, ajudando o corpo a eliminar quantidades excessivas de gordura.

15Melhora a saúde cardíaca
Ajuda a manter os níveis de pressão arterial normalizada e diminui sensivelmente os níveis de triglicéridos.

16 - Remédio para dor de dentes
É indicado para dores de dentes e gengivites.

17 - Solução tópica 
É utilizada a solução em tintura para tratamento de picada de cobra, reumatismo, úlceras, feridas e lombalgia.


Pessoalmente, consumo Pimenta Caiena diariamente à cerca de 1 ano e já não prescindo dela. Poderá adquirir uma embalagem em qualquer supermercado na zona das especiarias!
Pode consumi-la de muitas formas, depende apenas do gosto e imaginação de cada um! Eu uso em carnes, peixes, omoletes, batidos, sobremesas, frutas, sumos, assados, etc..

E vocês, já experimentaram esta pimenta?

Beijinhos, Rita










Rubrica de Fitness - "Como perder a gordura do abdómen de forma rápida" - por Alícia Reis




A gordura abdominal é, devido ao perfil hormonal dos homens, o depósito preferencial de gordura.
Barriga de cerveja, pneu, chama-lhe o quiseres, mas se realmente desejas começar a perder essa gordura indesejada continua a ler.
A maioria das pessoas compreende que o excesso de gordura não é saudável, mas a chave está nas partes do corpo em que a gordura está distribuída.
As pessoas com um corpo e forma de maça (com mais gordura no abdómen - chamada Ginoide) têm um maior risco de virem a desenvolver diabetes e problemas cardíacos (síndrome metabólica) do que as pessoas com uma forma de pera (com mais gordura nas ancas, nádegas e coxas - chamada Androide).





Existem dois tipos principais de gordura na área do estômago. A gordura visceral é armazenada por baixo dos músculos que cobrem o abdómen. É um tipo de gordura que envolve e protege os seus órgãos internos. Por outro lado, a gordura subcutânea é armazenada mesmo por baixo da pele. É um conteúdo parecido com gelatina que balança quando você salta para cima e para baixo.

O que é necessário fazer para perder a gordura do abdómen?


1º Passo: Faça treino de força 2-3 vezes por semana.
Afirma-se muitas vezes que o exercício cardiovascular serve para perder gordura e que o treino com pesos serve para ganhar massa muscular. Mas essa afirmação é apenas verdade em parte.
A única coisa que você precisa para perder gordura é um défice de calorias. E você pode criar esse défice calórico de várias formas:

  • Dieta alimentar; 
  • Treino de força;
  • Treino cardiovascular; 
  •  E com uma combinação dos três anteriores!




O treino com peso corporal e pesos, não é só para as pessoas que querem ganhar massa muscular e irá melhorar a sua composição corporal através de duas formas: 
- Em primeiro lugar, se não realizar algum tipo de treino com pesos ou peso corporal enquanto segue uma dieta para perda de peso, muito do peso perdido irá ser constituído por massa muscular, bem como gordura. Essa perda de massa muscular significa que irá perder gordura de forma mais rápida, já que um quilo de músculo contem muito menos energia do que um quilo de gordura (cerca de 1700 vs 7500 calorias). MAS desta forma irá acabar por ficar uma apenas uma versão mais pequena do que é atualmente, mantendo a maior parte da flacidez que tinha antes de começar a perder peso.


- Em segundo lugar, com um programa de treino de força e/ou musculação bem estruturado, irá queimar gordura não só durante os treinos como também depois deles.

Num estudo, investigadores da East Carolina University colocaram um grupo de oito homens a realizar um treino com pesos durante 40—45 minutos.

No estudo foi introduzida uma sonda de microdiálise na barriga de cada voluntário. Isto permitiu aos investigadores medir a quantidade de gordura que foi libertada das células adiposas subcutâneas antes, durante e depois do treino.
E eis o que os investigadores descobriram:
O rácio metabólico foi 10% mais elevado depois dos voluntários terem realizado o treino com pesos (104 calorias por hora) em comparação com o mesmo ponto de tempo no dia de controlo (95 calorias por hora).
O rácio de perda de gordura duplicou (10 vs 5 gramas por hora) a seguir ao treino de musculação.
Mas isso não é tudo. A quantidade de gordura que foi libertada a partir das células adiposas no estômago foi cerca de 80% mais elevada durante e imediatamente após o treino.
Por outras palavras, treinar com pesos irá queimar gordura, e alguma dessa gordura irá vir diretamente a partir da sua barriga.

Um programa de treino baseado em exercícios básicos que impõem uma elevada exigência metabólica são por exemplo exercícios como o agachamento, peso-morto/levantamento terra, remada, elevações de tronco, fundos e presses (supino e press militar), usando um peso que o limita à realização de entre 8 a 15 repetições por série.

Com este tipo de treino, irá queimar calorias durante e depois do treino. E para obter esse efeito não irá necessitar de passar mais de 45 minutos por treino. Isso é mais que suficiente para obter esse efeito.


2º Passo: Use a sua dieta para criar um défice calórico.
Pense na gordura da sua barriga como uma conta bancária. A diferença é que em vez de guardar dinheiro, guarda calorias.
Se quiser diminuir a quantidade de dinheiro armazenado na sua conta bancária, irá ter que gastar mais dinheiro do que está a depositar. Da mesma forma, se quiser perder gordura, irá ter que “gastar” mais calorias do que ingere.
Isso não quer dizer que as calorias são a única coisa a ter em conta, porque não são.
A gordura, proteína e carbohidratos são coisas diferentes, e o seu corpo trata-os de formas diferentes. Isto afeta o número total de calorias que o seu corpo pode extrair de cada um deles.
Por outras palavras, você não pode ignorar o conteúdo de macronutrientes de uma dieta e esperar obter mudanças idênticas na composição corporal com base apenas no número de calorias.
Mas seja como for, para perder gordura abdominal é necessário um défice calórico. Não se deixe seduzir por uma qualquer dieta complicada mascarada sob o disfarce de uma técnica nova e revolucionária para perder peso.

3º Passo: Ingira uma dieta rica em proteína
Vários estudos demonstraram que a proteína sacia mais o apetite do que os hidratos de carbono ou a gordura. Por exemplo, tome um pequeno-almoço rico em proteína e é provável que depois coma menos quantidade ao almoço.
O aumento da ingestão de proteína conduziu a uma redução espontânea da ingestão de calorias que permaneceu durante a duração do estudo. De facto, a ingestão de calorias desceu para uma média de 441 calorias por dia.
A proteína também tem um efeito “protetor da massa muscular” durante a perda de gordura. Se não ingerir a quantidade suficiente de proteína enquanto estiver numa dieta para perda de peso, irá acabar por perder uma maior quantidade de músculo juntamente com a gordura.
E finalmente, a proteína tem um efeito térmico mais elevado do que os hidratos de carbono ou a gordura, ou seja, alguma da energia presente em cada grama de proteína é “gasta” durante os processos de digestão e pelo metabolismo.
A ingestão de uma dieta rica em proteína é uma das chaves para maximizar a perda de gordura e de reter a maior quantidade possível de massa muscular.





4º Passo: Adicione algum cardio.
Adicione algum cardio ao seu programa, mesmo que sejam apenas 30 minutos de caminhada três ou quatro vezes por semana, ou então adicione cardio no meio do treino de força ou no final do treino.
A combinação destes quatro passos – criar um défice calórico, ingerir mais proteína e combinar o treino de musculação com treino cardiovascular – mostrou num estudo, o dobro da perda de gordura abdominal do que o método tradicional de dieta rica em hidratos de carbono + exercício cardiovascular.

5º Passo: Pare de treinar os abdominais em demasia.
Não perca tempo a fazer centenas de repetições de exercícios para os abdominais, tais como os crunchs ou vários outros exercícios para “desenhar os abdominais”. Eles são virtualmente inúteis quando se trata de perder gordura abdominal.
Os músculos abdominais devem ser treinados da mesma forma e com a mesma frequência que os restantes grupos musculares do corpo.

"A verdade é que obter abdominais bem visíveis não tem quase nada a ver com o treino. Tem tudo a ver com uma percentagem baixa de gordura corporal.
Algumas pessoas podem argumentar que eu fui abençoado com uma boa genética na área dos abdominais, o que pode ser verdade.
Mas baseado na minha experiência com outros que têm genéticas menos favoráveis, ainda acredito que desenvolver os abdominais é fácil.
A parte difícil está em baixar a sua percentagem de gordura a um nível que permita ver os seus músculos abdominais." - disse Tom Venuto, autor do livro Burn The Fat Feed The Muscle.
Investigadores de Illonois recrutaram um grupo de 24 participantes e dividiram-nos em dois grupos. O primeiro grupo não fez nada, enquanto o segundo grupo realizou sete exercícios para abdominais (2 séries x 10 repetições), durante cinco dias por semana e durante seis semanas.
O total de 4.200 repetições dos vários exercícios para abdominais realizados ao longo do período de seis semanas não teve um efeito significativo na quantidade de gordura armazenada ao redor da cintura.

Por isso, faça o favor de não perder tempo a “queimar” a gordura do estômago somente com exercícios de abdominais.
Finalmente irá ter que se tornar consistente. Para perder a gordura da barriga, irá ter que substituir hábitos antigos por novos, ou seja, irá ter que se alimentar bem e praticar exercício de forma regular.
Isto não é algo para fazer apenas quando lhe apetecer. Se a sua agenda apertada não lhe permite ter tempo para fazer exercício, então mude-a. Saia da cama mais cedo, Desligue a televisão. Pare de perder tempo no Facebook, etc. 

Está nas suas mãos!